fbpx
×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 46
Você está aqui:Blog»Corpo e Rosto»Radiofrequência Fracionada no Combate das Rugas e Cicatrizes!
Sexta, 30 Mai 2014 00:00

Descubra como surgem as estrias

Avalie este item
(0 votos)

Concorda que não há nada mais desagradável que notar os inconvenientes riscos, semelhantes a cicatrizes na pele? Entenda como as estrias podem surgir.

Sabe aqueles inconvenientes riscos semelhantes a cicatrizes costumam aparecer em diferentes pontos do corpo, entre eles: nas coxas, quadris, barriga, braços, nas costas e nas nádegas? Entenda como se dá o aparecimento das estrias.

A estria surge como uma linha fina e deprimida na pele que começa avermelhada e com o tempo fica esbranquiçada. Uma vez na pele, fica difícil se livrar dela.

  1. Surge principalmente na puberdade, quando o corpo passa por muitas mudanças crescendo e ganhando novas formas
  2. Quando ganhamos uma quantidade excessiva de gordura ou músculos em um curto período de tempo
  3. Em decorrência de alguns hábitos alimentares errados
  4. Por questões genéticas
  5. Em alguns casos específicos, como entre praticantes da musculação, por conta da hipertrofia muscular rápida. 
  6. Muito comuns na gravidez

Como qualquer outra reação do nosso organismo, a variação é diferente de pessoa para pessoa, pois existem mulheres que não desenvolvem as estrias nem mesmo quando ficam grávidas, enquanto outras precisam ter cuidado redobrado para não ficar com a barriga marcada.

Nossa pele é formada por três camadas: a epiderme, a derme e a hipoderme. As estrias surgem na derme, a camada de sustentação que dá elasticidade e tonicidade ao tecido. As fibras elásticas formadas por colágeno e elastina se rompem originando as estrias que nada mais são do que pequenas lesões que surgem quando a pele é estirada em demasia, sem que haja tempo suficiente para que ela se acostume à nova forma.

As estrias recentes são avermelhadas, pois ainda estão na fase inflamatória, as fibras recém-rompidas estão se reorganizando. Na "fase vermelha" a estria responde bem a um tratamento que consiste no uso de medicamentos aplicados por especialista que estimulam a produção das fibras de colágeno no local afetado. As estrias esbranquiçadas, já estão cicatrizadas e não há mais processo inflamatório. O tratamento na "fase branca" já é mais complexo e difícil.

As estrias não aparecem na mesma proporção em todo mundo. Algumas pessoas tem mais predisposição genética ao seu surgimento e essas com certeza sofrerão mais. A melhor forma de evitá-las é incentivando a elasticidade na pele com hidratação e nutrição diária. Beber muita água, usar diariamente bons hidratantes, evitar roupas apertadas, além de evitar oscilações de peso e exageros na academia contribuem para mantê-las bem longe.

Informações adicionais

  • Responsável pela Gestão de Conteúdo: Pegasus Web Solution - Agência de Comunicação, Marketing e Publicidade Digital
Ler 3179 vezes

Gostou, Curta!

Saúde e Bem Estar