Você está aqui:Blog»Corpo e Rosto»Sem preconceito, homens procuram a depilação a laser
Quinta, 21 Junho 2018 12:00

Rinoplastia Estruturada

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Andrômeda Informática
Avalie este item
(0 votos)

A rinoplastia estruturada tem como principal característica o fato de promover uma estruturação para moldar e fortalecer o novo formato do nariz.

É um método mais recente, no qual o cirurgião plástico usa pontos de fixação e enxertos de cartilagem, retirados do septo, costela ou orelha do paciente. Além disso, após a sutura é feito um curativo para imobilizar as estruturas e minimizar o inchaço no período pós-cirúrgico, há também o método de rinoplastia redutora. Porém devido ao risco maior de resultados desfavoráveis, rinoplastia estruturada ganhou a preferência, isso porque na redutora, apenas um curativo é colocado para tentar manter a nova estrutura até que os tecidos se formem e as cartilagens se fixem.

Em relação a técnica utilizada, há dois caminhos possíveis: a  rinoplastia fechada ou a rinoplastia aberta. A escolha depende da extensão das correções e até da experiência do cirurgião plástico, mas vale lembrar que os 2 tipos de rinoplastia são capazes de produzir excelentes resultados. Confira abaixo um pouco mais sobre cada um.

Rinoplastia Fechada:

A rinoplastia fechada tem como principal diferencial o fato do cirurgião operar sem abrir a columela. Ou seja, sem fazer uma incisão na parte inferior que conecta os dois lados do nariz, Nesse tipo de rinoplastia, a pele não é erguida da estrutura do nariz.

O médico faz pequenas incisões no interior das narinas para acessar o osso e a cartilagem. Por meio dessas incisões internas, o cirurgião cria um túnel até o local que será trabalhado, a partir daí, com ajuda de pequenos instrumentos, ele remodela a região, removendo ou acrescentando osso, cartilagem e tecido. Tudo isso até obter a aparência desejada.

Vantagens: Alguns médicos optam pela rinoplastia fechada devido à rapidez do procedimento e do tempo de recuperação. Isso porque há menos inchaço no pós-operatório. Além disso, a intervenção não resulta em cicatrizes visíveis.

Desvantagens: O ponto negativo é a limitação de espaço e a pouca visibilidade da estrutura nasal. Isso incide na necessidade de ter um cirurgião plástico mais experiente.

Rinoplastia Aberta:

Na rinoplastia aberta o médico faz pequenas incisões na columela e também na parte interna de cada narina. Com esses recortes é possível erguer, cuidadosamente, a pele utilizando tesouras cirúrgicas e retratores, assim, é possível expor completamente a estrutura do nariz. Ou seja, o osso e a cartilagem ficam à mostra, o cirurgião consegue analisar com mais clareza a estrutura nasal da paciente. Consequentemente, ele é capaz de executar ajustes mais precisos para obter o resultado desejado.

Para dar continuidade a rinoplastia aberta é preciso contar com a ajuda de instrumentos bem pequenos. Pois, assim como na rinoplastia fechada, o cirurgião também vai remodelar o nariz a partir de: osso, cartilagem ou tecido.

Vantagens: Alguns médicos preferem esta técnica porque permite uma boa visualização do osso e da cartilagem.  Facilita na visualização dos pontos exatos que precisam ser corrigidos.

Desvantagens: Apesar de discreta, a rinoplastia aberta resulta em uma cicatriz externa, fruto da incisão na columeia.  Além disso, o edema (inchaço), comum na cirurgia, dura mais tempo e, consequentemente, o resultado final demora mais para aparecer.

 

Informações adicionais

  • Responsável pela Gestão de Conteúdo: Pegasus Web Solution - Agência de Comunicação, Marketing e Publicidade Digital
Ler 623 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Gostou, Curta!

Saúde e Bem Estar