fbpx
Você está aqui:Blog»Corpo e Rosto»Running: Modela o corpo e diminui o estresse.
Segunda, 09 Novembro 2015 23:07

As Estrias te incomodam? Aposte na Carboxiterapia!

Avalie este item
(0 votos)

Não importa o motivo, as estrias tiram o sossego de muitas mulheres. São muitas as razões que podem levar ao surgimento daquelas linhas avermelhadas ou esbranquiçadas na barriga, braços ou pernas.

Também são muitas as técnicas que prometem suavizá-las, algumas até caseiras. Mas, antes de passar qualquer produto na pele, é preciso saber que, graças à tecnologia, hoje já existem alguns métodos com resultados satisfatórios contra as estrias. Um deles é a chamada carboxiterapia.

A carboxiterapia consiste em aplicar diversas injeções de dióxido de carbono (CO2) sob a pele para alcançar fins estéticos. O procedimento consiste na aplicação de gás carbônico (CO2) por meio de infusão tecidual com pressão controlada. Com a ajuda de uma micro-agulha, o gás carbônico é injetado nos tecidos cutâneos, difundindo-se para as proximidades da aplicação. 

O gás age melhorando a circulação celular e a oxigenação dos tecidos. A sua aplicação é ampla e quando aplicado no rosto aumenta a produção de colágeno, nas nádegas reduz a celulite, no couro cabeludo estimula o crescimento dos fios de cabelo, e na gordura localizada destrói as células de gordura.  

O método não é cirúrgico e não é muito dolorido. O gás utilizado é atóxico, não embólico e naturalmente presente em nosso organismo, especificamente em fases do metabolismo celular. Por isso mesmo, seu uso é considerado altamente seguro.

O gás carbônico em contato com o tecido subcutâneo destrói o tecido gorduroso e possui efeito vasodilatador. Com esta dilatação é enviado para a região mais oxigênio, o que diminui os fluidos entre as células, melhorando a circulação e oxigenação dos tecidos.

Uma vez que a Carboxiterapia também estimularia a formação de colágeno e novas fibras elásticas, ela também pode ser indicada para o tratamento de estrias, olheiras, celulite e rejuvenescimento facial e corporal. No tratamento com carboxiterapia são necessárias de 10 a 20 sessões que duram de 15 a 30 minutos, divididas em uma ou duas vezes por semana. O tratamento é bastante seguro, já que utiliza somente o CO2 – anidro-carbônico, presente normalmente em nosso corpo como intermediário do metabolismo celular.

Além de acabar com as estrias, a carboxiterapia ajuda no combate à celulite, estria, flacidez, gordura localizada e outros tantos pesadelos da mulher, mas tudo com uso moderado. O gás carbônico destrói mecanicamente as células de gordura, e tem efeito vasodilatador. Com isso, acontece o aumento da circulação sanguínea e maior fluxo de oxigênio. O aumento do fluxo elimina a formação de fluído entre as células e o resultado é a diminuição das células gordurosas.

Aconselha-se fazer drenagem linfática após 2 dias da aplicação do carboxi, com isso, a gordura que é transformada em líquido é eliminada pelo corpo. Vale lembrar que a carboxiterapia deve ser feita por um profissional especialista e o resultado começa a ser notado, a partir da terceira sessão.

A carboxiterapia é um procedimento estético não-cirúrgico. É um tratamento atóxico, simples e eficiente que estimula o metabolismo celular sem agredir o organismo.

São indicações também:

  • Celulite
  • Gordura localizada
  • Flacidez
  • Crescimento capilar
  • A carboxiterapia está indicada também como terapia complementar à lipoaspiração.

Como é feita a carboxiterapia?

A técnica da carboxiterapia consiste na aplicação de gás carbônico (CO2) no tecido subcutâneo da pele por meio de uma agulha bem fininha, acoplada a um aparelho que controla seu fluxo e pressão.

Carboxiterapia para estrias

As estrias são cicatrizes que surgem quando a pele é esticada, fica fina e há rompimento das fibras de colágeno e elastina que dão sustentação a ela. Elas surgem como uma reação do organismo, causada pelos vasos dilatados e inflamados. Vários fatores contribuem para o surgimento das estrias. O crescimento na adolescência, uma gravidez, o aumento repentino de peso e o efeito sanfona fazem com que a pele estique rapidamente e precise se reestruturar muitas vezes.

Indica-se a carboxiterapia para tratamento de estrias pois, quando injetado, o gás carbônico promove uma reação química que melhora a oxigenação dos tecidos.

Isso estimula a formação de colágeno e elastina, deixando a pele mais firme e melhorando o aspecto das estrias. Além disso, o processo promove um aumento da circulação sanguínea que de quebra, acelera a queima de gordura e trata também da celulite.

Em geral são necessárias 10 sessões com intervalos semanais, mas os resultados já são visíveis logo após a 5ª sessão.

Informações adicionais

  • Responsável pela Gestão de Conteúdo: Pegasus Web Solution - Agência de Comunicação, Marketing e Publicidade Digital
Ler 3358 vezes

Gostou, Curta!

Saúde e Bem Estar