Você está aqui:Contato»Contato
Quarta, 30 Setembro 2015 15:02

Bioplastia de Glúteo: bumbum turbinado e sem cicatriz

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

Não há como negar que o bumbum é uma paixão nacional. Os homens não resistem quando veem uma mulher com um bem redondinho e empinado.

Pequeno, grande, caído, achatado... As brasileiras sempre encontram um defeitinho no bumbum. Exibir um derrière perfeito virou quase que obsessão entre as brasileiras, tanto que a procura por tratamentos estéticos e cosméticos que prometem glúteos em dia tem aumentado muito nos últimos tempos. Nós, mulheres, fazemos de tudo para deixar nosso derrière, digno de dar torcicolo emqualquer espécime da ala masculina.

Para quem busca um resultado definitivo, as cirurgias plásticas são as técnicas mais procuradas. Já quem quer um efeito bem bacana, mas temporário, os tratamentos estéticos são ótimos aliados. Isso sem mencionar que as aulas localizadas de glúteo e a mesa flexora são disputadíssimos nas academias.

A alimentação também tem papel importante na aparência dos glúteos: evite alimentos gordurosos, industrializados e açúcares, e abuse dos vegetais de cor laranja e folha verde escura, que são ricos em vitamina A e garantem uma pele saudável e rígida.
Agora, se você já tentou de tudo isso, e acha que nada surtiu efeito, já que seu bumbum ainda não é o que você sempre sonhou, aí sim é hora de aderir a Bioplastia de Glúteo.

Bioplastia de Glúteo: bumbum turbinado e sem cicatriz

Agora além dos seios, o bumbum também pode ficar ‘em pé', ou seja, ‘durinho'. Em busca do formato perfeito, muitas mulheres estão utilizando procedimentos especializados para deixar o corpo da maneira desejada. Com a Bioplastia de Glúteos os especialistas na área podem dar forma ao bumbum, aumentar o seu volume e elevá-los, dando um aspecto mais empinado.

Existem muitas indicações de aplicação da bioplastia na área, como o formato achatado, glúteos pequenos, desproporção na harmonia corporal, entre outros.

Os músculos do bumbum sofrem muito com o acúmulo de gordura, com a falta de exercícios físicos e também com a vida sedentária, que os sujeitam à flacidez. Corrigir ou não esse ‘problema' é uma questão que envolve além da estética, satisfação pessoal e melhora da auto-estima. Sentir-se atraente, despertar a atenção do parceiro e relacionar-se melhor com as pessoas que convivem ao seu redor são alguns dos motivos que levam as pessoas a procurar tratamentos especializados, principalmente com a chegada do verão.

A bioplastia é capaz de aumentar e definir a musculatura desejada. Essa técnica consiste na injeção do polimetilmetacrilato (que é o implante que utilizam na bioplastia), material inerte e definitivo, no grupo muscular desejado. São moléculas, com microesferas associadas a moléculas de água, capazes de moldar a musculatura. E o tratamento produz um efeito natural e seus benefícios podem ser sentidos já nas primeiras aplicações.

É indicado para pessoas com todos os tipos de pele, desde que não haja infecção local. Pessoas com os glúteos de todos os formatos e tamanhos podem fazer a cirurgia, mas apenas a partir dos 18 anos.

O procedimento da bioplastia é feito com anestesia local, pode ser realizado em consultório e, geralmente, não ultrapassa 60 minutos de duração. Todos os pacientes são submetidos a testes antialérgicos antes da aplicação para não haver contra-indicações. Diferentemente de outras substâncias, o polimetilmetacrilato não é absorvido pelo organismo, como ocorre com a aplicação de gordura, por exemplo. Esse é um procedimento bem menos agressivo que os implantes de silicone também. Pode ser feito em várias sessões, com aplicações de 10ml a 20ml em cada glúteo, com resultados já na primeira sessão.

Ele não deixa marcas, nem provoca perda de sensibilidade. É o procedimento mais adequado para a correção de defeitos congênitos, como depressões causadas por injeções contra celulite, cavidades e variações anatômicas provocadas pela flacidez, por falta ou diminuição de gordura em uma ou ambas as nádegas. É recomendado após o procedimento que não se faça exercícios físicos por, em média, cinco a sete dias.

 Se você gostou dessa dica, compartilha esse post com seu amigos.

Informações adicionais

  • Responsável pela Gestão de Conteúdo: Pegasus Web Solution - Agência de Comunicação, Marketing e Publicidade Digital
Ler 1844 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Gostou, Curta!

Saúde e Bem Estar