Segunda, 10 Outubro 2016 16:23

Pronokal: conheça a dieta da proteína

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Andrômeda Informática
Avalie este item
(0 votos)

método Pronokal, que promete eliminar os quilinhos a mais às custas da gordura corporal e com segurança. O método é composto por três etapas: ativa, reeducação alimentar e manutenção.

Muitas das dietas "do momento" são baseadas na ingestão de proteína. O método Dukan, a dieta Paleo e a do Dr. Atkins são alguns exemplos de planos alimentares seguidos por quem quer emagrecer rápido, já que, na ausência ou redução do consumo de carboidratos, o corpo passa a queimar a gordura como fonte de energia. Além da perda de peso, também atinge-se o objetivo do ganho de massa magra, pois a proteína é um macronutriente fundamental para a reconstrução dos tecidos e para suportar o crescimento muscular.

Um dos problemas associados às dietas hiperproteicas, no entanto, é que elas reduzem o fornecimento de calorias, mas aumentam excessivamente a ingestão de proteínas, o que pode sobrecarregar o metabolismo e prejudicar o fígado e os rins. Surgiu então, por iniciativa de uma empresa espanhola especializada em tratamentos médicos para a perda de peso, o método Pronokal, que promete eliminar os quilinhos a mais às custas da gordura corporal e com segurança. Na Dieta Proteinada, a ingestão de proteínas é ajustada aos requisitos ideais para manter um balanço proteico equilibrado (0,8-1,2 g/kg por dia), evitando a sobrecarga renal.

O principal diferencial do método é que se trata de um programa personalizado sob acompanhamento médico, de forma que a manutenção dos resultados alcançados é considerada uma parte tão importante do processo quanto as etapas anteriores. Além da dieta em si, a pessoa conta com o apoio multidisciplinar de uma equipe composta por médicos, nutricionistas e profissionais de educação física, passa por uma reeducação alimentar e continua sob supervisão até dois anos após o fim do tratamento. Entenda como funciona cada uma das três etapas do método Pronokal:

Etapa Ativa

Na fase inicial, é introduzida a dieta proteinada com uma combinação de produtos proteicos de alto valor biológico, suplementação vitamínica e os alimentos permitidos - como carne, frango, peixes e ovos e saladas com poucos temperos. A duração vai depender de quantos quilos a pessoa precisa perder e elimina-se até 80% do sobrepeso. Isso acontece porque o corpo é induzido a um estado de cetose controlada, isto é, quando o organismo precisa recorrer às reservas de gordura (estímulo de lipólise) para obter energia no lugar dos carboidratos; gastando, portanto, a massa gorda e preservando a massa magra. A perda de peso acontece, basicamente, porque o fígado converte gorduras em ácidos graxos que são usados pelo corpo para gerar energia e pela redução da quantidade de açúcares ingeridos, que pode aumentar a sensação de saciedade.
A perda inicial de peso é uma das vantagens do método Pronokal. Isso gera motivação e maior adesão ao tratamento, sem haver necessidade de remédio para controlar o apetite. Existe saciedade e bem-estar, o que facilita a manutenção do método a longo prazo, ideal para aqueles que precisam perder bastante peso.

Reeducação alimentar

Na segunda etapa perde-se o peso objetivado restante (20%), ao mesmo tempo em que são incorporados, progressivamente, à dieta, todos os tipos de alimentos, inclusive carboidratos como torradas, cereais, frutas e gorduras como o azeite. Essa reeducação alimentar é o que vai ajudar na manutenção do peso a longo prazo. A dieta cetogênica, dependendo das condições clínicas do paciente, pode ser realizada até o paciente atingir o peso ideal, mas não continuamente. Deve ser intercalada a cada três ou quatro meses, com períodos de reeducação alimentar, no entanto dietas hipocalóricas como essa não são indicadas para crianças e adolescentes com menores de 16 anos, idosos, pessoas com transtornos alimentares graves e pacientes com doenças renais, hepáticas e cardiovasculares.

Manutenção do peso

Na terceira e última fase, é realizado um acompanhamento periódico até após dois anos do fim do tratamento, focado no objetivo de que a pessoa mantenha o seu objetivo a longo prazo. Há o suporte com orientações nutricionais, de coaching emocional, e de atividades físicas. Esse tratamento é indicado, inclusive, em casos de comorbidades, como hipertensão e colesterol alto, e quando o paciente não pode usar medicamentos.

Informações adicionais

  • Responsável pela Gestão de Conteúdo: Pegasus Web Solution - Agência de Comunicação, Marketing e Publicidade Digital
Ler 1312 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Gostou, Curta!

Saúde e Bem Estar