fbpx
Você está aqui:Blog»Corpo e Rosto»Lipocavitação - Atue diretamente nas células de gordura
Segunda, 03 Agosto 2015 10:52

Lipocavitação - Atue diretamente nas células de gordura

Avalie este item
(0 votos)

Fique “longe” dos pneuzinhos e entre na luta contra a gordura localizada!

Fique “longe” dos pneuzinhos e entre na luta contra a gordura localizada! Esta não é uma batalha travada só por quem está acima do peso. Até mesmo atletas, sofrem com esse incômodo, pois as gorduras se alojam em locais difíceis para serem eliminadas pelo organismo, como barriga, quadris, culote, coxas e costas.

Indicações para Lipocavitação

  • Paciente não altera suas rotinas diárias;
  • Sem tempo de recuperação nem manutenções após tratamento;
  • Tratamento simples e seguro;
  • A melhor opção não-invasiva, quando a cirurgia não é desejada;
  • As áreas de tratamentos incluem abdômen, flancos, coxas, entre outras;
  • Sem pós-tratamento, tempo de recuperação nem manutenções;
  • Tecnologia operacional simples.

O que é e por que fazer

Para as pessoas, que desejam obter resultados mais eficazes na definição do contorno corporal sem intervenção cirúrgica, foi desenvolvido um tratamento não invasivo, que utiliza tecnologia muito eficaz e segura. Através de ultrassom cavitacional, o LIPOLINE atinge as células adiposas e proporciona redução efetiva de gordura, sem necessidade de pós-operatórios. A tecnologia do LIPOLINE é baseada em ultrassom terapêutico cavitacional, agindo seletivamente nas células adiposas, preservando as outras. Uma quantidade de energia pré-determinada de ultrassom é convertida, causando uma destruição mecânica das membranas das células gordurosas.

Duração do procedimento
São necessárias entre 10 e 15 sessões com duração de 30 minutos cada e intervalo de uma semana, podendo ser associada com outros tratamentos para potencializar os resultados. A opção de tratamentos adicionais como a Drenagem Linfática e a Corrente Russa são indicadas para quem procura otimização em seus resultados.

Contraindicação
Grávidas; Doença renal ou doenças no fígado; Doença cardíaca; Epilepsia; DIU; Processo in-feccioso na área de tratamento; Pressão alta; Flebite; Paralisia; Prótese, placas ou parafu-sos metálicos no corpo.

Cuidados com Lipocavitação
Seguir as recomendações de exercitar-se após cada sessão e adotar uma dieta com pouca gordura durante todo o tempo de tratamento.

Informações adicionais

  • Responsável pela Gestão de Conteúdo: Pegasus Web Solution - Agência de Comunicação, Marketing e Publicidade Digital
Ler 3381 vezes

Gostou, Curta!

Saúde e Bem Estar